Quero Vender Minha Empresa

Quero vender minha empresa: 6 passos

“Quero vender minha empresa”, você já falou ou pensou isso alguma vez? Se sim, saiba que você não está sozinho — no entanto, esse é um processo que não é tão simples quanto se gostaria.

Vender uma empresa não é tão fácil, rápido ou descomplicado quanto vender um produto no mercado. O processo é longo e exige bastante preparo da sua parte para agilizá-lo e garantir que tudo vai dar certo.

Quer vender sua empresa? Então este é o último guia sobre o assunto que você precisará ler! Siga a leitura para ver todos os passos que você precisa dar!

Quero vender minha empresa: 6 passos

Dizer “Quero vender minha empresa” é apenas o primeiro passo para, de fato, conseguir vender o seu negócio. No entanto, não adianta estabelecer a sua intenção ou contar para as pessoas o que você quer fazer. É necessário muito mais do que isso para conseguir vender sua firma.

A seguir, nós vamos mostrar os 6 passos-chave para quem quer vender uma empresa. Considere esses passos como uma espécie de “mapa do tesouro” para fechar negócio. 

Entretanto, lembre-se de que cada negociação é única e pode exigir ações distintas. Portanto, esteja sempre preparado para algum nível de adaptação no meio do caminho.

1. Organize seu negócio

O primeiro passo para quem quer vender uma empresa é organizar o seu negócio da melhor forma possível. Mas o que isso significa, na prática?

Antes de dizer “Quero vender minha empresa”, você precisa garantir que o seu negócio esteja em condições de ser apresentado a potenciais compradores. Isso significa:

  • documentação em ordem;
  • contas em ordem;
  • nenhum débito atrasado;
  • todos os contratos revisados e atualizados;
  • entre outros.

É importante organizar o seu negócio para facilitar ao máximo a venda da empresa. Afinal, problemas de desorganização podem complicar a negociação e atrasar o fechamento do negócio.

Por exemplo, pense o que aconteceria se sua empresa passasse por uma auditoria ou um processo de verificação dos dados. Será que esse processo seria rápido? Ou será que demoraria para tudo ser confirmado e atrasaria a venda?

2. Documente e estruture sua empresa

Depois de estar com a empresa organizada, será natural que sua firma passe por um processo de documentação e estruturação. O que é isso? Na prática, significa tangibilizar certos ativos que são intangíveis ou subjetivos.

Por exemplo, suponha que o seu negócio tenha processos de trabalho bem estabelecidos, mas que não estão documentados. Ou seja: sua equipe sabe o que fazer para trabalhar, mas não há um manual estabelecido com todas as diretrizes

Sua equipe de marketing pode saber o que fazer para aumentar vendas em períodos específicos ou quais ações tomar para superar um período de baixo desempenho. Mas isso está documentado?

E o processo de vendas? Há guias montados com o roteiro dos vendedores, variações que eles aplicam no dia a dia?

Tudo isso é ativo da empresa, ainda que não esteja devidamente estruturado e documentado. Afinal, tudo isso está contribuindo para as margens operacionais do negócio, suas vendas e resultados financeiros.

Ter todos esses ativos devidamente tangibilizados, estruturados e documentados não só vai aumentar o valor da sua empresa, como quebrar objeções e trazer mais segurança para potenciais compradores.

Ebook Valuation PME

3. Faça o valuation da sua empresa

Você pode dizer “Quero vender minha empresa”, mas você sabe quanto cobrar nela? Qual é o preço do seu negócio?

Por exemplo, quanto vale uma empresa que fatura R$ 3 milhões? Talvez 6 milhões? 9 milhões? R$2 milhões?

Responder essa pergunta varia muito de caso para caso. Duas empresas que faturam os mesmos R$3 milhões por ano podem valer montantes totalmente diferentes, dependendo do tamanho, mercado e segmento em que estão inseridas.

Por isso, a maneira correta de determinar o preço da sua empresa é através do processo de business valuation. Esse processo consiste na utilização de fórmulas e conceitos contábeis para “traduzir” o valor de uma empresa em um número que seja comparável e que faça justiça ao modelo de negócio em si.

Normalmente, um bom processo de valuation utiliza diferentes métodos, como o Fluxo de Caixa Descontado (o mais comum e confiável deles). Além disso, deve sempre ser realizado por uma empresa ou consultor com boa reputação no mercado, para garantir sua validade e idoneidade.

A seguir, deixaremos alguns conteúdos extras que servem como leitura adicional sobre o tema de Valuation:

Leia também!

4. Defina o perfil do comprador ideal

Após fazer o valuation do seu negócio, é hora de definir quem é o comprador ideal — ou compradores ideais, em alguns casos.

Um ponto a ter em mente é que existem diferentes perfis de compradores de empresas. Entender qual é o perfil ideal para o seu negócio ajuda (e muito!) a otimizar o processo, torná-lo mais rápido e mais eficiente.

Veja a seguir uma pequena descrição dos diferentes perfis:

  • Comprador individual: é uma pessoa física que busca um negócio para comprar. Normalmente, é alguém que tem alguma experiência profissional na área, mas não quer empreender do 0. Por isso, são mais suscetíveis a anúncios que dizem “Vendo empresa faturando”.
  • Comprador corporativo: são empresas que querem adquirir outra empresa. Normalmente, fazem isso para ter alguma vantagem competitiva, ampliar a área de atuação, ter diversidade no portfólio ou outros motivos. São compradores exigentes e a negociação pode levar muito tempo para ser concluída.
  • Sócio: é um dos sócios da empresa e pode comprar a parte do parceiro para virar dono único ou ter maior porcentagem do negócio.
  • Colaborador: quando um colaborador da empresa se qualifica para comprar parte da empresa ou toda ela.
  • Liquidação: quando a empresa vai fechar e entra em liquidação e seus compradores podem comprar partes dela ou toda de maneira bem mais barata e rápida.

Nem todos esses compradores são ideais para o seu negócio, mas é possível que um ou dois desses perfis representem possibilidades para você. Portanto, analise todas as possibilidades para entender quem é seu comprador ideal.

5. Monte propostas e prospecte compradores

Depois de estabelecer quem é seu comprador ideal, é hora de montar propostas para prospectar potenciais clientes. Na prática, é hora de montar um projeto de venda do seu negócio.

Essa fase não é obrigatória, mas ela ajuda muito em facilitar e agilizar a venda da sua empresa. Afinal, seu principal benefício é ajudar um potencial comprador a enxergar o benefício que seu negócio pode oferecer.

Por exemplo, imagine que sua empresa é um ateliê de confecção de camisetas de malha estampadas. Um comprador em potencial seria uma empresa que faz tecidos. Ela poderia aproveitar sobras de tecidos para fazer as camisetas como você faz, usando suas máquinas para estampá-las e vendê-las a baixo custo no mercado.

Ao apresentar o projeto já montado e bem alinhado, é mais provável que o comprador consiga ver o benefício e se interesse em fechar negócio do que se sem um projeto.

6. Anuncie sua empresa no mercado

Por fim, com ou sem uma estratégia de prospecção, anuncie a sua empresa no mercado. Existem plataformas e empresas na Internet que são especializadas apenas nisso e você pode contratá-las para ganhar mais destaque online.

Vale a pena, também, investir em tráfego pago para alcançar potenciais compradores, caso sua empresa busque por compradores individuais ou corporativos.

Aqui, a regra é tentar ser o mais explícito e específico possível em seu anúncio, mas sempre levando o potencial interessado para uma reunião. Afinal, é nessa reunião que você poderá apresentar seu projeto e fechar negócio.

Pronto! Agora que você conheceu esses 6 passos, já pode dizer “Quero vender minha empresa e sei o que fazer para isso”. Com essa estrutura básica, você conseguirá se desfazer do seu negócio de maneira lucrativa e sem demorar mais do que o necessário.

Gostou do conteúdo? Se você já está pronto para vender seu negócio, precisará fazer um Valuation — e a Valutech é a empresa mais indicada para te ajudar. 

Clique aqui e saiba como nós podemos entregar para você um relatório de valuation pronto para usar em uma negociação em menos de 10 minutos!