sócio investidor

Sócio Investidor: Quem é? Como funciona? [Guia Completo]

Você sabe o que é um sócio investidor?

No mundo dos negócios, se tratando de questão societária, é muito comum vermos o termo ‘sócio investidor’. Mas, você sabe o que isso significa?

Se você não sabe o que é um sócio investidor, como funciona e quais são as vantagens e desvantagens que ele traz para o seu negócio – fique conosco até o final.

Hoje, ao longo deste guia completo, iremos lhe explicar tudo que você precisa saber sobre o sócio investidor.

Agora, vamos lá!

O que é um sócio investidor?

Primeiro de tudo, é muito importante lhe explicarmos o que é um sócio investidor.

Principalmente quando começamos a estudar mais sobre a questão de investimentos, valuation, equity – o termo “sócio investidor” acaba sendo muito popular.

Dessa forma, vemos que muitos investidores acabam ficando em dúvida em relação ao conceito. Da maneira mais prática possível, o sócio investidor nada mais é do que um sócio que não irá gerir o negócio – mas participará do quadro societário.

Como iremos lhe mostrar mais para frente, ao falarmos se vale ou não a pena ter um sócio investidor, vemos que esse sócio não estará no dia a dia do negócio.

Na maioria dos casos, ele entrará com um investimento financeiro na sua empresa, mas não irá lhe auxiliar a tocar o negócio.

Como o próprio nome já dá a entender, ele é um sócio que entra com um investimento. Já o sócio administrador, é aquele que irá cuidar do dia a dia da empresa. 

Agora que você entendeu que o sócio investidor é aquele que entra com um investimento na sua empresa, chegamos a um ponto:

“Será que realmente compensa ter um sócio investidor?”

É sobre isso que falaremos agora…

Vale a pena ter um sócio investidor?

Na prática, tanto para quem pensa em buscar um sócio investidor, quanto para quem quer um sócio para ajudar na administração, é preciso ter um racional por trás da decisão.

Primeiro, você tem que refletir sobre o motivo de estar buscando um sócio.

  1. Você precisa de um sócio nesse momento?
  2. O que você espera dele?
  3. Quais são as atribuições que você quer que ele tenha?

Essas são algumas perguntas simples, mas que fazem toda a diferença quando buscamos por um sócio. Não há nada pior do que ter um sócio, mas sem saber onde ele está agregando na empresa.

Por sinal, problemas societários são um dos responsáveis por quebrar muitos negócios.

Por isso, é de suma importância que você faça essa análise.

Se o seu objetivo com um sócio for financeiro – no caso, ele investir recursos no seu negócio, ter uma participação, mas não cuidar do dia a dia da empresa – você está buscando por um sócio investidor.

Agora, caso você queira alguém para ‘colocar a mão na massa’ e lhe ajudar no dia a dia, você busca por um sócio administrador.

Como nosso foco aqui é falar apenas sobre o sócio investidor, vamos falar algumas das principais vantagens e desvantagens de ter um sócio assim em seu negócio.

Vantagens e Desvantagens

Como tudo na vida, ter um sócio em seu negócio é algo que lhe trará uma série de vantagens, mas que também traz desvantagens.

Por isso, o grande ponto é que você deverá ponderar e ver se faz sentido ou não – com base na sua análise.

Sendo assim, agora, destacaremos três vantagens em ter um sócio investidor e três desvantagens.

Para começar, vamos iniciar citando os pontos positivos:

Aporte

Como primeira vantagem clara que vemos em ter um sócio investidor, não há como negar que a questão financeira faz muita diferença.

Inclusive, esse é o motivo que leva a maioria das pessoas a buscarem por um sócio neste formato.

O grande ponto do sócio investidor é que ele ajudará a você potencializar o seu negócio através de um aporte financeiro.

Então, vemos que existem dois cenários que esse aporte do sócio pode ajudar.

Ebook Valuation PME

O primeiro deles é quando a sua empresa está precisando de capital para conseguir sobreviver. Nesse caso, em situações onde o seu negócio está com uma dificuldade financeira e precisa de aporte, faz sentido buscar por um sócio investidor. Contudo, é preciso tomar alguns cuidados importantes. Mas, não se preocupe, falaremos disso mais para a frente.

Já no segundo cenário, vemos que o sócio investidor ajudará a potencializar empresas que estão com uma taxa de crescimento boa, mas que precisam de um aporte financeiro para conseguir crescer ainda mais.

Se este for o caso do seu negócio, há grandes chances deste sócio contribuir.

Expertise

Uma segunda questão muito importante é relacionada a expertise ou o conhecimento que o seu sócio pode agregar.

No mundo dos negócios, chamamos isso de SmartMoney. Que é o caso onde o sócio investidor agrega tanto com o aporte financeiro, quanto com o conhecimento dele.

É claro que existem casos onde o seu sócio só agregará com o capital. Mas, o mais vantajoso para o negócio é aquele cenário onde o sócio traz o capital e ainda agrega com uma expertise dele.

Principalmente para negócios que estão em uma fase embrionária e que precisam tanto do aporte financeiro, quanto o de conhecimento, não temos dúvidas que a parte da expertise é uma grande vantagem.

Networking

Além de toda a questão de capital e de conhecimento, que já citamos anteriormente, tem também a vantagem do networking.

Hoje em dia, muitos dos sócios investidores de empresas são bem conectados com outros empresários. Isso acontece porque, uma parte deles, empreende em várias outras áreas.

Isso faz com que a gama de networking deles seja elevada. Para um empreendedor que está querendo crescer, ter um sócio investidor que traz a sua rede de contatos a favor do negócio é algo que faz total diferença.

Por isso, não temos dúvidas que essa questão do networking é uma grande vantagem que temos ao ter um sócio investidor.

Divisão Societária

Como a primeira desvantagem que falaremos, parece óbvio, mas é preciso que você tenha em mente que, ao adicionar um sócio ao seu negócio, a sua participação na empresa não será mais a mesma.

Então imagine que você já tem um sócio e, cada um conta com 50% da participação societária.

Logo, ao adicionar um sócio investidor que ficará com 20%, por exemplo, você e o seu primeiro sócio perderão 10% da participação cada um – ficando com 40%, 40% e 20%.

Essa questão de ter que abrir mão de uma parte da sua participação é algo que você tem que ter em mente.

É claro que, antes mesmo de procurar por um sócio investidor, é crucial que você tenha uma noção exata da participação que você está disposto a abrir mão.

Para isso, é preciso ter uma noção clara do valuation da sua empresa e do quanto você quer receber de aporte.

Sendo assim, se você ainda não tem essas questões bem definidas ou não sabe ao certo o business valuation do seu negócio, recomendamos fortemente que você conheça a nossa ferramenta.

A nossa ferramenta de valuation aqui na Valutech lhe permite fazer o valuation completo do seu negócio em menos de 15 minutos. Tudo isso por um valor extremamente acessível.

Dessa forma, para quem ainda não sabe ao certo o valuation da sua empresa, vale a pena conferir a nossa ferramenta:

Potencial de Retorno

A segunda e última desvantagem que destacaremos é em relação ao potencial de retorno.

Essa questão pode tanto ser uma vantagem, quanto uma desvantagem. Isso dependerá da forma como você alocará o capital do sócio investidor.

Se você está pensando em ter um sócio investidor, mas não sabe o que fazer com o capital, talvez você não precise dele.

Muitos empreendedores buscam um sócio, mas não fazem ideia do que querem fazer com o capital. Isso é um grande erro.

Imagine que você está abrindo uma porcentagem da sua empresa por uma determinada quantia. Se você não for utilizar aquela quantia para multiplicar a sua empresa, não vale a pena.

Sendo assim, é imprescindível ter em mente exatamente o que você pretende fazer com o investimento.

Se você perceber que aquele capital não ajudará a sua empresa a alavancar, não faz sentido algum buscá-lo.

Portanto, falando em erros que você não deve cometer, destacaremos alguns:

Erros comuns ao buscar por um Sócio Investidor

Na nossa concepção, existem dois grandes erros que as pessoas cometem ao buscar por um sócio investidor.

O ideal é que você evite cada um deles.

O primeiro de tudo é buscar por um sócio que só agregará no quesito financeiro. Assim, o ideal é que o sócio investidor traga, além do capital, smartmoney e networking.

Se ele só for agregar financeiramente, talvez seja melhor você buscar por um empréstimo.

Entenda que a tendência é que o sócio fique com você por longos anos. Se você está buscando ele apenas pelo dinheiro, possivelmente não será uma parceria de longo prazo.

Além disso, como bem comentamos antes, buscar por um sócio, mas sem saber o que fará com o capital, é um grande erro.

Como administrador, você deve ter um plano claro do que fará com os recursos. Além disso, você deve avaliar se esses recursos alavancarão a sua empresa ou não.

Se você notar que não fará a sua empresa crescer, possivelmente você não precisa de um sócio.

Dessa forma, antes mesmo de iniciar a busca pro um investidor, reflita sobre a situação atual da sua empresa.

Veja se, nas condições atuais, você precisa mesmo de recursos para crescer. Analise se a sua empresa não consegue crescer sozinha.

Não há nada pior do que se arrepender após fechar uma sociedade.

Além disso, é crucial que vocês mantenham todos os deveres e obrigações de cada sócio em um acordo. Para isso, busque sempre pelo auxílio de uma equipe jurídica especializada em acordos societários.

Tendo auxílio de especialistas e analisando todos os pontos que mostramos antes, você evitará muitos erros.

Bom, por hoje, nós ficaremos por aqui.

Esperamos que este nosso conteúdo tenha lhe ajudado a entender mais sobre sócio investidor.

Antes de sair, não se esqueça de conferir nossos últimos conteúdos.