Calculadora Online de Valuation: a melhor opção em 2022

Eventualmente, chega um momento na vida de um empreendedor em que ele pensa “Está na hora de dar o próximo passo com o meu negócio!”. No entanto, para isso é importante saber quanto vale a sua empresa — mas será que uma calculadora online de Valuation pode ajudar?

Conseguir dar o próximo passo e levar a sua empresa para o nível seguinte é uma tarefa difícil (ainda mais em um mercado hostil como o do Brasil). Não é todo empreendedor que consegue fazer isso. Na verdade, é algo mais para uma minoria.

Os números não mentem: de todas as empresas criadas hoje no Brasil, mais metade delas fecharão as portas em 5 anos.

Mas não precisa ser assim. Com preparo e as ferramentas certas ao seu lado, você terá acesso a uma série de oportunidades que vão estraçalhar a barreira e colocar o seu negócio em um caminho menos tortuoso.

E nós estamos aqui para ajudar nisso. Neste conteúdo, vamos ensinar como calcular o valor da sua empresa. Além disso, apresentaremos algumas ferramentas vitais para você negociar investimentos ou até mesmo a venda da sua empresa.

Nós também vamos mostrar que uma calculadora online de Valuation pode não ser a melhor opção para você — mas prometemos: vamos contar qual é.

Portanto, tenha paciência e leia o conteúdo até o fim! Vamos lá?

O que é Valuation?

O primeiro conhecimento que você precisa ter para avançar o próximo passo da sua vida de empreendedor é entender o que é Valuation. Afinal, assim você ganhará uma nova ferramenta em seu cinto de utilidades. Além disso, terá mais condições ao sentar em uma mesa e negociar um investimento, uma venda ou uma compra de empresa.

Valuation é o processo de estimar ou calcular o valor de uma empresa com um modelo quantitativo. Não se trata de apenas olhar para um negócio e chutar um valor, mas sim de usar uma forma sistematizada para chegar ao montante que melhor traduz o valor de mercado daquele negócio.

No entanto, apesar de ser um método quantitativo para calcular o valor de uma empresa, ainda assim existe certo nível de subjetividade em um processo de Valuation. Existem ferramentas e metodologias que tentam reduzir ao máximo essa subjetividade, mas ela existe.

Portanto, é vital entender a lição abaixo:

  • A percepção de mercado, lógica e o método usado são cruciais para a confiabilidade de um Valuation.

A explicação para essa lição é bem simples. Como há uma certa dose de subjetividade no processo de Valuation, então é vital construir uma ótima percepção de mercado, uma boa lógica e um excelente método para reduzir seu impacto.

Por exemplo, suponha que um amigo indicou um filme para você ver ou uma música para ouvir. Se você sabe que esse amigo tem um conhecimento profundo em Cinema ou Música, então provavelmente dará valor a essa indicação.

De certa forma, é o mesmo com o Valuation. Se os elementos acima existirem, então há maior confiabilidade no processo.

Por que fazer o Valuation da sua empresa?

Você pode estar pensando algo como “Mas eu não preciso saber quanto vale minha empresa. Meu negócio é pequeno e eu não tenho dinheiro para um processo desses! O Valuation não serve para mim”.

Se você está pensando algo assim, saiba que não é o único. A esmagadora maioria dos pequenos empreendedores não contrata um especialista em Valuation para o seu negócio. É o que garante Paulo Eduardo Ballestrin, especialista em Valuation de marcas e CEO da Valutech.

Cerca de 95% ou mais das pequenas empresas não contrata um especialista para o processo de Valuation. A principal razão é o alto preço desse processo. Além disso, muitos querem apenas uma estimativa rápida ou algo mais informal. Acabam não enxergando isso em um especialista”, conclui.

Considerando que 99% das empresas no Brasil são micro ou pequenos negócios, é seguro dizer que você não é o único que acha que saber quanto vale sua empresa é interessante.

Mas na verdade é sim. Não à toa, muitas pessoas buscam por uma calculadora online de Valuation ou alguma ferramenta que possa ajudar no processo.

Quer entender por que vale a pena calcular o valor da sua empresa? Então veja alguns motivos abaixo!

1. Você pode negociar a participação societária da empresa de forma justa

Você pode achar que a sua empresa é pequena e, portanto, não precisa de um Valuation. Ou, talvez, não veja valor no processo.

No entanto, com certeza você entende que há mérito em conseguir negociar uma correta participação societária no seu negócio — caso você tenha ou pense em ter sócios.

Apesar de existirem algumas boas configurações jurídicas para uma empresa de único dono, o fato é que ter sócios pode trazer muitos benefícios para o seu negócio. Por exemplo, sua empresa pode ganhar mais recursos para investir ou adquirir know-how e expertise que, sozinho, você não teria.

Entretanto, negociar a participação societária da empresa de maneira justa pode ser difícil — especialmente se você criou o negócio primeiro e o sócio vai entrar só agora. 

Afinal, quando você fundou a empresa, o capital inicial pode ter sido um. No entanto, hoje o negócio já adquiriu vários ativos e vale mais.

Por exemplo, vamos dizer que você fundou a sua empresa (que na época era uma EIRELI, modelo já extinto) e precisou de um capital inicial de 100 salários mínimos para isso (R$ 100.000,00).

No entanto, passaram-se 5 anos e, hoje, sua empresa acumula diversos ativos diferentes, como:

  • carteira de clientes;
  • máquinas;
  • conhecimento formalizado;
  • marca;
  • fluxo de caixa;
  • e muitos outros.

Sendo assim, não dá para dizer que aqueles mesmos R$ 100.000,00 traduzem corretamente o valor da empresa. Qualquer calculadora online de Valuation concordaria com isso.

Portanto, não é justo que um potencial sócio compre, digamos, 10% da empresa por R$ 10.000,00. Para poder negociar essa participação societária e ajudar seu negócio a crescer, é vital conhecer uma ferramenta de Valuation para encontrar o valor de mercado da empresa.

2. Você pode negociar investimentos mais assertivamente

Outro bom motivo para aprender como calcular o valor da sua empresa é ganhar mais recursos e argumentos na hora de negociar investimentos no seu negócio. Isso é especialmente útil caso você lidere uma startup e queira atrair Investidores-Anjo.

A lógica é bem simples de entender aqui também. Qualquer ferramenta de Valuation aplicará um cálculo para tentar prever o ritmo de crescimento de uma empresa. Afinal de contas, o seu valor de mercado não deve só traduzir os seus ativos, recursos e posicionamentos atuais, mas também a perspectiva futura deles.

Podemos entender isso com um exemplo simples. Voltemos no tempo para o ano 2008. Você é um investidor que recebeu a proposta de aplicar seu dinheiro na rede Blockbuster (aquela antiga marca de locadoras de DVDs e VHSs de filmes, lembra?).

Talvez, naquela época, a Blockbuster ainda tivesse um bom faturamento, uma ampla rede de lojas e uma marca forte. No entanto, a perspectiva de futuro da empresa não era das melhores (não à toa, sua sede fechou em 2010, ainda que uma loja resiste até hoje).

O contrário também é válido: suponha que você tivesse recebido a oportunidade de investir na Amazon em 2010. Sabendo o que ela se tornou hoje, qualquer valor aplicado naquela época seria uma pechincha, não é mesmo?

Portanto, usar uma plataforma de Valuation para calcular o valor da sua empresa pode dar a você mais argumentos ao sentar na mesa com negociadores. Ao conseguir mostrar (com objetividade e confiabilidade) como seu valor futuro tende a crescer, fica mais fácil captar recursos em rodadas de negociação.

3. Você tem mais argumentos para negociar a venda da sua empresa

“Mas eu não quero nada disso! Não quero sócios ou investidores. Só recebi uma proposta de uma empresa maior e quero vender meu negócio. Usar uma ferramenta de Valuation é interessante para mim?”.

Se você está nesse cenário acima, então sim: saber como calcular o valor da sua empresa é vital para o seu caso.

Afinal de contas, se você pretende vender seu negócio, então é óbvio que ele deve ter um preço. Mas qual? Como você precifica a sua empresa? Como sabe o que é justo ou não é justo receber pelo seu negócio?

A resposta certa não é usar uma calculadora online de Valuation (explicaremos o porquê mais para frente no texto), mas sim ter uma avaliação confiável do valor da sua empresa. 

Assim, você terá argumentos para sentar na mesa e negociar um preço justo pela sua empresa, considerando tudo que ela vale.

4. Você passa a entender o que valoriza ou desvaloriza uma empresa

Para saber qual é o valor de uma empresa, você precisa entender o que a valoriza e o que a desvaloriza. Afinal, como você calculará o valor de mercado de qualquer item sem entender quais são os seus componentes?

Por exemplo, por que uma Ferrari custa muito mais caro do que um carro popular de qualquer outra marca? Além da escassez do item (o que afeta seu preço pela Lei da Oferta e Demanda), existe o fato de que um automóvel de luxo de uma marca prestigiosa tem elementos que valorizam o veículo — enquanto um carro popular não tem.

Isso significa que qualquer bom gestor pode entender o que valoriza e o que valoriza uma empresa ao usar uma ferramenta de Valuation. Ou seja, ao calcular o valor do seu negócio, você aprenderá:

  • o que aumenta o Valuation, logo, o que é bom fazer;
  • o que diminui o Valuation, logo, o que você deve evitar.

Em outras palavras, é como se você aprendesse o caminho das pedras para tornar a sua empresa mais valiosa. Ou, pelo menos, pudesse traçar um plano para isso.

5. Você ganha mais opções em financiamentos

Nós já vimos como saber calcular o preço da sua empresa ajuda em três negociações diferentes: a societária, a com investidores e a de venda. No entanto, existe uma quarta negociação em que esse conhecimento é valioso: na hora de obter um financiamento.

Quando você sentar para negociar um financiamento com o gerente de um banco, seja privado, seja público de desenvolvimento, você precisará de argumentos que ajudem a liberar o crédito com juros mais baixos.

E, como você provavelmente já sabe, os juros de um empréstimo traduzem o risco que o banco tem com aquele negócio.

Ou seja:

  • quanto mais arriscado = maiores juros;
  • quanto menos arriscado = menores juros.

Se você tem um relatório de Valuation robusto, feito por quem entende e com credibilidade, você ganha argumentos para reduzir o risco desse financiamento.

Na prática, portanto, você pode mostrar ao banco que existem fundamentos sólidos para justificar a sua perspectiva de crescimento nos próximos anos. Isso significa que o empréstimo se torna bem menos arriscado e com juros menores.

Quais são as principais metodologias de Valuation?

Agora que você se convenceu da importância de saber como calcular o valor da sua empresa, provavelmente deve estar querendo acessar logo uma calculadora online de Valuation. Afinal, por que perder tempo, uma vez que você já entendeu o que precisa fazer?

Na verdade, de nada vai adiantar correr para ter um relatório emitido por uma calculadora online de Valuation se você não entender como esse documento foi feito. 

Lembra da 1ª lição deste conteúdo? “A percepção de mercado, lógica e o método usado são cruciais para a confiabilidade de um Valuation”. 

Ou seja, é vital que o relatório de valor da empresa seja confiável (e, para isso, é vital ter um método reconhecido, com muita percepção de mercado e foco em objetividade).

Por isso, você precisa entender quais são as metodologias usadas para calcular o valor de uma empresa. Isso ajudará a compreender se deve ou não usar uma calculadora online de Valuation e como fazer esse cálculo no seu negócio.

A seguir, vamos explicar os 2 principais métodos usados no mercado atualmente para calcular o valor de uma empresa. Portanto, siga a leitura para saber quais são!

Fluxo de Caixa Descontado (ou DCF)

A avaliação de uma empresa feita pelo DCF (“Discounted Cash Flow”, que na tradução para o português fica “Fluxo de Caixa Descontado”) é um método de Valuation focado em encontrar o valor de um negócio com base em três elementos:

  • fluxo de caixa;
  • crescimento;
  • risco.

O objetivo, portanto, é estimar o potencial econômico que um ativo (no caso, a empresa) tem de gerar retorno para sócios e credores. 

Atualmente, o método de DCF é o mais conhecido no processo de Valuation de empresas, sendo o mais recomendado por acadêmicos especializados no assunto e, claro, o mais usado pelas principais empresas e consultorias do ramo.

Por que esse método é tão reconhecido e usado por qualquer plataforma de Valuation que se preze? Porque ao considerar a capacidade da empresa de gerar retorno econômico, ele consegue traduzir objetivamente fatores:

  • força da marca;
  • carteira de clientes;
  • competência da gestão;
  • tradição;
  • plano de negócio;
  • e outras decisões que impactam na geração de resultados.

Ou seja, em outras palavras, o método DCF é o que melhor traduz de forma objetiva alguns dos mais importantes aspectos subjetivos de uma empresa.

Múltiplos de Mercado

Também chamada de Avaliação Relativa, essa metodologia usada em calculadoras online de Valuation chega no valor de mercado de uma empresa com base em como negócios similares são precificados.

É por isso que o método é chamado de Múltiplos de Mercado e Avaliação Relativa. Afinal, usa alguns elementos em comum para fazer uma avaliação relativa a esses múltiplos. 

Difícil de entender? Vamos explicar melhor.

Suponha que você queira chegar ao valor de mercado de uma gigantesca rede de lojas de departamento. Você sabe qual é o valor de mercado da Magazine Luiza (uma empresa do mesmo tipo), já que ela tem capital aberto na Bolsa de Valores e, portanto, basta olhar o valor na sua capitalização. Assim, usando a precificação-base da Magazine Luiza, é possível calcular o Valuation de outro negócio da mesma área e mesmo porte com base em múltiplos específicos, como o faturamento.

Vamos supor que a empresa do nosso exemplo tem um EV/Sales (um indicador que mostra qual a relação entre o Valor da Firma e o seu faturamento anual obtido via vendas) que é equiparável a 0,7 do EV/Sales da Magazine Luiza. Ou seja, equivale a 70% do múltiplo da empresa usada de comparação.

A partir disso, basta pegar a precificação conhecida da empresa comparada e calcular com base no múltiplo escolhido. Nesse caso, a companhia do nosso exemplo teria Valuation de 70% o da Magazine Luiza.

(Esse foi um exemplo simplificado apenas para entendermos a mecânica por trás dessa metodologia. Na prática, é necessário fazer diversos outros cálculos para utilizar bem este método. Por exemplo, é vital contextualizar as informações com base em local, segmento e tamanho da empresa. Além disso, é importante usar o desconto de iliquidez para compensar o fato da empresa não estar na Bolsa de Valores).

O que é uma calculadora online de Valuation?

Agora que entendemos quais são os dois principais métodos para calcular o valor de uma empresa, é possível que você esteja se perguntando qual o melhor. Afinal de contas, você deve usar o DCF ou o Múltiplos de Mercado?

Na verdade, o ideal é fazer a avaliação mais contextualizada possível, inclusive misturando as duas metodologias.

É nesse ponto que uma calculadora online de Valuation tende a falhar. No entanto, estamos nos apressando. Antes de explicar a falha central dessa ferramenta de Valuation, precisamos defini-la.

Afinal de contas, o que é uma calculadora online de Valuation?

  • Uma calculadora online de Valuation é uma ferramenta digital que utiliza dados básicos fornecidos pelo usuário para fazer um cálculo automatizado do valor de uma empresa. 

Para funcionar, uma calculadora online de Valuation utiliza as metodologias que citamos acima, como a DCF e o Múltiplos de Mercado.

Para um pequeno empreendedor, uma calculadora online de Valuation é uma ferramenta muito desejada. Afinal, resolve todos os problemas que ele tem:

  • dá uma perspectiva de valor da sua empresa;
  • faz isso de forma automática e informal;
  • não exige a contratação de um consultor especializado em Valuation.

Parece perfeito, não é mesmo? No entanto, as coisas não são bem assim. Vejamos o porquê disso a seguir.

Vale a pena usar uma calculadora online de Valuation?

Calcular o valor de uma empresa combina fatores objetivos e subjetivos. Isso já ficou mais do que claro neste conteúdo, não é mesmo?

Além disso, um Valuation depende muito da confiabilidade de quem o faz. Portanto, é dependente da visão de mercado, metodologia e lógica utilizadas.

É justamente nesse ponto que uma calculadora online de Valuation peca e não entrega o que o empreendedor mais precisa: uma avaliação do valor da sua empresa que seja confiável.

Afinal, uma calculadora online de Valuation falha justamente em aplicar a contextualização necessária para criar confiabilidade em sua avaliação.

Isso acontece porque uma calculadora online de Valuation só consegue tratar dos valores objetivos de uma avaliação. Ela sofre para lidar com os subjetivos. Isso faz com que seus relatórios sejam superficiais, vazios.

Em outras palavras, o empreendedor recebe um material bonito, com um gráfico montado, mas sem profundidade alguma — e o pior, sem trazer os benefícios que um Valuation traz.

Quais outras ferramentas de Valuation existem atualmente?

Ok, já ficou claro que uma calculadora online de Valuation não vale a pena. Se você quer aprender qual o valor da sua empresa, não adianta usar algo do tipo.

No entanto, isso significa que você deverá obrigatoriamente contratar um consultor de Valuation? Na verdade, não. Existem outras soluções para isso.

A melhor delas é usar uma plataforma de Valuation que não apenas faça um cálculo automático do valor de uma empresa, mas que contextualize as informações e consiga um alto grau de confiabilidade no relatório.

E essa ferramenta de Valuation já existe: é a Valutech.

O que é a Valutech, plataforma de Valuation para PMEs

A Valutech é uma ferramenta de Valuation online focada em pequenas e médias empresas com a tecnologia mais avançada do Brasil. O objetivo da plataforma é garantir que empreendedores de PMEs possam calcular o valor de seus negócios sem precisar lidar com os altos custos de um consultor especializado, nem com as falhas de uma calculadora online.

A ferramenta de Valuation foi criada desde o início por especialistas na área. Seus criadores são especialistas em Valuation e desenharam a plataforma com o foco central em auxiliar na avaliação daquele que é o maior ativo que um micro, pequeno ou médio empresário tem: seu próprio negócio.

Uma das melhores coisas da Valutech é o quão simples e rápida ela é de usar. Para conseguir a sua avaliação nessa ferramenta de Valuation, basta seguir os passos:

  • faça seu cadastro e acesse a ferramenta;
  • preencha os dados básicos da sua empresa e responda um questionário sobre ela;
  • informe alguns dados financeiros básicos sobre o seu negócio (todas as informações ficam 100% protegidas, não se preocupe).

Depois é só sentar e deixar a plataforma de Valuation fazer o trabalho. Em questão de poucos minutos, o sistema fará uma análise contextualizada e com projeções realistas do seu negócio, de modo a conseguir uma avaliação com altíssimo nível de confiabilidade.

Valutech x Calculadora Online de Valuation: qual é melhor?

Talvez você esteja se perguntando qual é exatamente a grande diferença entre a Valutech e uma calculadora online de Valuation.

Afinal de contas, o que faz dessa ferramenta de Valuation algo tão importante para pequenos e médios empreendedores? A resposta envolve uma combinação de pensamento focado nas necessidades de pequenos negócios desde o início e tecnologia de ponta para superar os desafios de uma Valuation de PMEs.

Por ter sido criada por alguns dos principais especialistas em Valuation do mercado nacional, a plataforma já tem o foco em PMEs e na contextualização desse segmento por design. Ou seja, ela já foi pensada sabendo o que fazer, quais os desafios da área e como superá-los.

Tudo isso alimentado por Big Data e a tecnologia mais avançada do Brasil no setor. Como Dimas Pante, CTO da Valutech, explica:

“A inteligência usada no desenvolvimento da Valutech vai desde a captação de dados importantes atualizados, como a cotação do dólar, inflação, risco associado ao mercado e país em que a empresa atua – usados como bases ao comparar negócios -, até dados setoriais das empresas que a ferramenta avalia, que foram programados para garantir a veracidade, a variedade e o volume de dados que um big data necessita. Tudo isso para que o valor da empresa seja algo sólido e não longe da realidade, como acontece algumas vezes com alguns processos de Valuation.”

Para entender a diferença que isso faz, vamos dar um exemplo específico entre o potencial da Valutech e uma calculadora online de Valuation padrão.

Exemplo prático

Suponha que você tenha uma pizzaria localizada no bairro de Moema, em São Paulo. Você quer saber quanto essa empresa vale e, portanto, busca por uma plataforma de Valuation no mercado.

Uma calculadora online de Valuation basicamente pegaria a informação de que a sua pizzaria é um estabelecimento alimentício, compararia com outros que têm o mesmo faturamento e daria uma projeção irrealista e descontextualizada.

Esse relatório não teria muito uso, pois não consideraria alguns fatores básicos. Por exemplo:

  • como é possível comparar uma pizzaria em São Paulo, que tem uma forte colônia italiana, uma população gigantesca e uma grande tradição no consumo de pizzas, com uma empresa do setor alimentício de Salvador, com hábitos de consumo e demandas diferentes?;
  • como é possível comparar uma pizzaria, que é um tipo de restaurante altamente impactado pelo dólar (o trigo é um dos ingredientes que mais sofre com a cotação da moeda americana), com um restaurante que usa ingredientes 100% nacionais?

Esses são apenas dois exemplos básicos que mostram como a avaliação da Valutech é muito mais poderosa, contextualizada e, o mais importante, confiável do que de uma calculadora online de Valuation.

E o melhor: com um preço baixíssimo. 

O custo para usar a plataforma de valuation da Valutech é de apenas R$ 349. Já a média de uma calculadora online de Valuation é de R$ 500. 

Por praticamente a metade do valor, você leva o dobro da qualidade. Se você se interessou, não perca a oportunidade: descubra agora mesmo o quanto vale a sua empresa!